top of page

Considerado uma capital subregional de alta influência na região, o município de Goiás fica perto da região de Goiânia, Goiás. Dentro de sua área de influência, a cidade atrai maior parte dos visitantes pela cultura e lazer.

Goiás é o 2º município mais populoso da pequena região de Goiás - Itapuranga, com 24,1 mil habitantes. O PIB da cidade é de cerca de R$ 763,7 milhões de reais, sendo que 50,9% do valor adicionado advém dos serviços, na sequência aparecem as participações da agropecuária (26,2%), da administração pública (16,4%) e da indústria (6,5%).

Com esta estrutura, o PIB per capita de Goiás é de R$ 34,5 mil, valor inferior à média do estado (R$ 37,4 mil), da grande região de Goiânia (R$ 38 mil) e da pequena região de Goiás - Itapuranga (R$ 36,5 mil).

Tamanho e Localização

R$ 34,5 mil

PIB per capita (R$)

R$ 763,7 milhões

PIB (R$)

23,9 mil

População

Crescimento do PIB

Entre 2006 a 2021, o crescimento do PIB municipal apresentou o 2° melhor desempenho da região imediata. Nos últimos dez anos, o crescimento nominal do nível de atividade da cidade foi de 219,8% e a taxa apresentada dos últimos 5 anos foi de 86%.

Crescimento da População

Trinta anos atrás, a população do município era de 27,8 mil habitantes, o que representa uma queda de -13,4% no período. Este desempenho é o 11° da região imediata. Já nos últimos 5 anos, a número de habitantes total da cidade diminuiu em -0,8%.

Mais informações da estrutura da cidade:

  • Goiás - GO é um município de grande relevância na região que se destaca pela alta regularidade das vendas no ano e pelo elevado potencial de consumo. O pequeno número de novas oportunidades claras de negócios e o desempenho econômico são os pontos de atenção.

    Índice Caravela

    3,2

    Tamanho e Localização

    nota tamanho e localização

    Crescimento

    nota crescimento
    Nota Potencial de consumo

    Potencial de Consumo

    Oportunidades

    Regularidade

    nota oportunidade
    nota regularidade

    População: 23,9 mil

    Empregos formais: 3,7 mil

    PIB: R$ 763,7 milhões

    PIB per capita: R$ 34,5 mil

  • Tamanho e Localização

    No ano, o município acumula mais admissões que demissões, com um saldo de 40 funcionários. Além disso, houve incremento de 21 novas empresas na cidade durante o ano.

  • A participação do comércio, somado aos serviços de alojamento e alimentação, representa 27% do total de trabalhadores e está concentrada nos supermercados e lojas de variedades e nas clínicas médicas, que empregam 267 trabalhadores.

    Ao todo, existem 40 modalidades diferentes de comércio na cidade, das 74 possíveis. Com isso, a diversidade do comércio de Goiás é considerada alta, assim como a dos serviços, que também contempla empresas de vários setores na cidade, tornando a concorrência mais acirrada de um modo geral.

Geração de Empregos

De janeiro a abril de 2024, foram registradas 504 admissões formais e 464 desligamentos, resultando em um saldo positivo de 40 novos trabalhadores. Este desempenho é inferior ao do ano passado, quando o saldo foi de 71.

Na pequena região de Goiás - Itapuranga este é o 6º melhor desempenho em termos absolutos. Considerando a geração de vagas pelo tamanho da população, a cidade é a 7º que mais cresce na pequena região de Goiás - Itapuranga.

Ranking UF

147

Ranking per capita UF

464

Desligados

504

Admitidos

106

Mais informações sobre Geração de Empregos:

Abertura de Empresas

Até maio de 2024 houve registro de 21 novas empresas em Goiás, sendo que 4 atuam pela internet. Neste último mês, 4 novas empresas se instalaram, sendo 1 com atuação pela internet. Este desempenho é maior que o do mês imediatamente anterior (2). No ano de 2023 inteiro, foram registradas 52 empresas.

Na região, somam-se 9,2 mil novas empresas, valor que é superior ao desempenho do ano passado. Destacam-se as cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Trindade, Catalão e Goianira, que somaram um total de 8,1 mil novas empresas, o que representa 88,4% do total de empresas abertas na região no período.

Crescimento ano

Ranking UF

61

Crescimento Mês

4

21

Mais informações sobre abertura de empresas:

O município possui 3,7 mil empregos com carteira assinada, a ocupação predominante destes trabalhadores é a de trabalhador agropecuário em geral (408), seguido de assistente administrativo (279) e de administrador (203). A remuneração média dos trabalhadores formais do município é de R$ 2,3 mil, valor abaixo da média do estado, de R$ 3 mil.

A concentração de renda entre as classes econômicas em Goiás pode ser considerada normal e é relativamente inferior à média estadual. As faixas de menor poder aquisitivo (E e D) participam com 65,7% do total de remunerações da cidade, enquanto que as classes mais altas representam 11,9%. Destaca-se que a composição de renda das classes mais baixas da cidade têm uma concentração 20,8 pontos percentuais maior que a média estadual, já as faixas de alta renda possuem participação 10 pontos abaixo da média.

Do total de trabalhadores, as três atividades que mais empregam são: administração pública em geral (893), criação de bovinos para corte (467) e abate de aves (147). Entre os setores característicos da cidade, também se destacam as atividades de fabricação de produtos cerâmicos não-refratários e fabricação de águas envasadas.

Potencial de Consumo

R$ 2,3 mil

Remuneração (R$)

3,7 mil

Empregos

Mais informações sobre rendimentos da cidade:

Fontes de informação e referências:

Esta pesquisa foi feita a partir de fontes de dados públicas, conforme abaixo:

 

  • PIB, dados do IBGE;

  • Saldo de Empregos, dados do CAGED (Ministério do Trabalho);

  • Mercado de trabalho, dados da RAIS (Ministério do Trabalho);

  • Abertura de Empresas, dados do Ministério da Economia;

  • Frota de Veículos, dados do DENATRAN.

  • Agropecuária, dados do IBGE.

  • Estatísticas Bancárias, dados do Banco Central do Brasil.

Mais informações sobre as referências e metodologias podem ser encontradas aqui​.

Última atualização: 04/06/2024

Sempre trabalhamos com as informações mais recentes que existem e trabalhamos a partir dos dados públicos para construções de análises e índices próprios, que ajudem no desenvolvimento da economia local.

Construído a partir de diversos indicadores, o Índice Caravela avalia cinco principais pilares econômicos das cidades: 1. Tamanho, 2. Potencial de consumo, 3. Crescimento, 4. Diversificação e 5. Sazonalidade.

Oportunidades de negócio

A participação do comércio, somado aos serviços de alojamento e alimentação, representa 27% do total de trabalhadores e está concentrada nos supermercados e lojas de variedades e nas clínicas médicas, que empregam 267 trabalhadores.

Ao todo, existem 40 modalidades diferentes de comércio na cidade, das 74 possíveis. Com isso, a diversidade do comércio de Goiás é considerada alta, assim como a dos serviços, que também contempla empresas de vários setores na cidade, tornando a concorrência mais acirrada de um modo geral.

Comparando o desempenho da cidade com a média dos municípios com tamanho populacional similar, tanto o comércio quanto os serviços apresentam maior grau de desenvolvimento comercial.

Ainda em comparação com municípios de tamanho similar, as clínicas médicas e os restaurantes e bares se destacam com operações de maior volume de trabalhadores per capita que os demais municípios, o que indica alta concorrência nestes setores. No caso das clínicas médicas são 119 funcionários para cada 10 mil habitantes na cidade, enquanto a média em outros municípios é de 87, resultando em uma diferença de 32 trabalhadores entre a taxa real e a taxa esperada. Já no caso dos restaurantes e bares, o município possui um total de 22 funcionários a mais para cada 10 mil habitantes, o que também o classifica como atividade de alta concorrência.

Diversificação dos Serviços

Alta

Diversificação do Comércio

Alta

Por outro lado, as atividades do comércio atacadista de alimentos e bebidas, o comércio de peças de veículos e o comércio atacadista de grãos e insumos agrícolas demonstram grande potencial para novos investimentos locais. O segmento do comércio atacadista de alimentos e bebidas costuma apresentar uma taxa esperada de 132 trabalhadores para cada 10 mil habitantes, enquanto a cidade possui uma taxa de 119, resultando em uma diferença de -13. O mesmo ocorre para o setor do comércio de peças de veículos, que apresenta uma diferença entre a taxa real e esperada de -8 trabalhadores para cada 10 mil habitantes.

Destaca-se que os segmentos do comércio atacadista de químicos, papel e sucatas, os serviços de bufê, o comércio atacadista de madeira e material de construção, o comércio atacadista de máquinas, o comércio de veículos e o comércio atacadista de eletrônicos e informática representam atividades que costumam ter movimentação de trabalhadores em cidades de tamanho similar, mas que não demonstraram vínculos formais de emprego na cidade.

Nos ajude a aprimorar nossos serviços

Obrigado(a)

Como você se sente sobre as informações que oferecemos?

Pesquisas de Mercado Completas

Receba sua pesquisa de mercado completa em poucos minutos, avaliando o potencial local, as tendências do setor e a sua concorrência.

Planos Caravela com Geomarketing

Conheça seu local e acompanhe as características, evolução e as projeções do seu mercado.

Eleve seu potencial

Desbloqueie o acesso a informações premium e faça sua pesquisa de mercado completa e personalizada em poucos minutos.

Goiás - GO

SEGUIR O MUNICÍPIO

DOWNLOAD

PESQUISA DE MERCADO

COMPARATIVO REGIONAL

bottom of page