• Carolina Custódio

Saldo de poupança se normaliza após aumento recorde em maio

Após inserções recordes nas contas de poupança nos últimos três meses, primeira quinzena de junho apresenta saldo negativo e sinaliza retomada gradual do consumo


Segundo dados diários do Banco Central do Brasil, o saldo da entrada líquida de poupança nas últimas duas semanas apresenta reversão da tendência de crescimento iniciada com a pandemia.


Desde março deste ano, os valores de poupança apresentaram crescimento expressivo, quebrando recorde histórico de inserção no mês de maio ao alcançar a marca de R$ 37,2 bilhões. Este comportamento é reflexo do aumento da incerteza relacionada ao consumo e investimentos em decorrência da pandemia.


Nesta primeira quinzena de junho, os saques de poupança superaram as entradas, resultando em um saldo negativo. A desaceleração das entradas de poupança mostram que a incerteza atrelada ao impacto inicial da pandemia vem se reduzindo, o que deve ser acompanhado do retorno gradual do consumo.



Interaja com os dados em dashboards dinâmicos

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Apoie este projeto

Assine nossa newsletter e tenha acesso às notícias mais relevantes da economia local.

Contato

Novo projeto de dados na sua empresa? Entre em contato para que possamos te ajudar.