O novo e o velho ūüĎ∂‚Ź≥ūüĎī #crvlnews001

A todo momento existe algo novo a ser vendido, e a todo instante tem coisa velha sendo nova de novo. Quem vive de novidade já quer pregar a quinta revolução industrial, ao mesmo tempo em que brechós são a nova moda e, pra complicar, o normal que se tornou novo deixou de ser novidade e entre uma onda e outra ninguém mais lembra o que é ser normal.

Assim como os brech√≥s, as newsletters tamb√©m ganharam nova vida quando o resto do mundo parece s√≥ ligar para palavras jogadas em v√≠deos de 30 segundos. Mais profundo e menos invasivo, as newsletters representam formas de se conectar com a audi√™ncia a partir de dicas, reflex√Ķes e boas informa√ß√Ķes (tudo isso usando o bom e velho e-mail).

Se voc√™ est√° cansado de novas tend√™ncias a todo momento e pol√≠ticas que v√£o e voltam sem nem saber o que deu certo e o que deu errado, prometemos trazer neste canal informa√ß√Ķes da economia brasileira (sem politizar e sem bolsa de valores), destaques do que est√° acontecendo regionalmente, afinal o Brasil √© o quinto maior pa√≠s do mundo, e tamb√©m vamos te trazer resumo das principais pesquisas econ√īmicas e tudo mais que for relevante para uma pessoa bem informada. Esperamos que gostem! :)



Economia sem política

Mesmo os negócios antigos ainda podem ser remodelados para os tempos atuais. Até mesmo vídeo locadoras de dvd continuam sendo criadas. Mas o que realmente tem surgido com força em uma nova modelagem são os brechós. Ao longo de 2021, já somam-se à economia brasileira mais de 185 empresas e o nível de geração de empregos passa de 630, o dobro do ano passado.

Esta tendência não se trata basicamente de alcançar um preço mais competitivo que a venda de produtos novos, mas entra em um movimento de maior racionalidade no consumo. Afinal, ninguém precisa de um guarda-roupas cheio de peças que são usadas uma vez ao ano.

Pra não falar que a economia se faz de coisa antiga, a produção de vídeos tem se destacado como uma das atividades que mais crescem no Brasil. Talvez sendo influenciados pela geração Tiktok, o setor acumula 607 novas empresas e 400 empregos a mais na economia (Veja mais na matéria).



Economia regional

N√£o s√≥ o frio que est√° at√≠pico no Rio Grande do Sul. Ap√≥s um ano de severa dificuldade, com queda de quase 5% da atividade econ√īmica, a economia ga√ļcha n√£o apenas tem se recuperado, mas superado todos os n√≠veis de produ√ß√£o j√° alcan√ßados.

O estado lidera o crescimento do Brasil, com incríveis 14% de aumento da atividade. Ok, ano passado os níveis estavam baixos e isso ajuda a explicar o desempenho, mas a média brasileira é 6,5%, e o segundo estado com melhor desempenho é Santa Catarina, com 8,9% de aumento. (Veja detalhes).


Acadêmicos do crime

Entre as pesquisas mais recentes da ci√™ncia econ√īmica do √ļltimo m√™s, destacamos o trabalho de economistas da Universidade de Londrina, que avaliaram a tem√°tica do desarmamento ao elaborar uma nota sobre homic√≠dios e a entrada de armas legais nas regi√Ķes brasileiras. (Confira detalhes).

De acordo com a pesquisa, o registro de armas legais de fogo e o roubo dessas armas est√£o diretamente relacionados com o aumento da taxa de homic√≠dios em algumas regi√Ķes do Brasil, especialmente no Norte, onde a viol√™ncia tem crescido alarmantemente.

Ainda no cen√°rio do crime no Brasil, um artigo publicado no 45¬ļ Encontro Nacional de Economia da ANPEC abordou a avalia√ß√£o de pol√≠ticas p√ļblicas de combate √† viol√™ncia contra as mulheres. Os pesquisadores identificaram que ap√≥s a Lei Maria da Penha, o n√ļmero de homic√≠dios de mulheres caiu at√© 35%. (Veja a mat√©ria).


Por hoje é tudo, pessoal!

Se gostou, d√° um joinha mental que receberemos o feedback.

Esperamos por vocês na próxima news!

Interaja com os dados em dashboards dinâmicos

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Apoie este projeto

Assine nossa newsletter e tenha acesso às notícias mais relevantes da economia local.

Contato

Novo projeto de dados na sua empresa? Entre em contato para que possamos te ajudar.

Trabalhe com a gente

Tem interesse em fazer parte do nosso time? Envie seu currículo para contato@caravela.biz ou

clique no botão abaixo.