top of page

Vacinas

Entre os nove tipos de vacinações analisadas, a cobertura média vacinal do município é de 86,5%, o que representa uma taxa próxima à média dos demais municípios brasileiros. A vacina de maior cobertura local é a Pentavalente, com uma taxa de 100%, por outro lado, a Hepatite B apresenta maiores desafios, com uma cobertura de 47,83%.

80.43%

100%

100%

100%

100%

100%

69.57%

47.83%

80.43%

Os dados de 2021 não registram leitos disponíveis em Pinheiro Preto. O município não possui registros de leitos de atendimentos de UTI.

A cidade conta com 0,55 enfermeiros para cada mil habitantes e 0,55 médicos por mil habitantes. A taxa de enfermeiros é bem menor que a usual e reduziu nos últimos dez anos, quando a taxa era de 0,62 por mil habitantes. Já a taxa de médicos é inferior à média e caiu durante os últimos anos. Há dez anos, a taxa era de 1,24 para cada mil habitantes.

Estrutura de Saúde

A taxa de hospitalização do SUS em Pinheiro Preto apontam para um nível de internações acima da média nacional, com 7,84 mil hospitalizações para cada 100 mil habitantes. Além da taxa elevada, a evolução da taxa de internações hospitalares no município ao longo da última década é preocupante, pois apresenta crescimento acima dos demais municípios. No período de 2010 a 2021, a evolução do número de hospitalizações mostrou um aumento de 295,8 internações (a cada 100 mil hab.) por ano.

Em relação as taxas de hospitalizações sensíveis à atenção primária, que se refere aos casos de doenças que poderiam ser evitados com ações de atenção primária, o município apresenta um nível de internações próxima à média, de 935 a cada cem mil habitantes. O crescimento desta categoria de hospitalizações ao longo da última década está acima dos demais municípios, com um aumento anual da taxa equivalente a 12,1 hospitalizações por cem mil hab. a cada ano.

Hospitalizações

Óbitos

Com estes índices, o nível de mortalidade do município é o 75° maior do estado, com 806 ocorrências a cada cem mil habitantes. Nos últimos anos, a taxa de mortalidade cresceu em um ritmo de 43,6 óbitos a cada cem mil habitantes ao ano. Soma-se a estes valores o total de 111 mortes (a cada 100 mil habitantes) por causas evitáveis, a 151° maior taxa do estado, que tem apresentado um crescimento de 2,7 ocorrências para cada 100 mil hab. ao longo de cada ano.

Cobertura de atendimento

Em 2020, no município de Pinheiro Preto, o percentual de nascimentos com pré-natal adequado foi de 93,2%, esta é o 10° melhor cenário no estado de Santa Catarina. Não foram registrados nascimentos de crianças com nenhum atendimento de pré-natal, o que ocorreu em apenas 2023 municípios brasileiros e 132 municípios do estado.

A cobertura de atenção básica em Pinheiro Preto alcançou a taxa de 96% no ano de 2021. No estado, 249 municípios alcançaram a cobertura total de atenção básica para sua população. A cobertura de atendimento dos agentes comunitários e da estratégia de saúde familiar foi de 100% e 96%, respectivamente. Além disso, estima-se que o percentual da população coberta por planos e seguros de assistência suplementar à saúde (privados) é de 19,6%.

19,59%

Planos de Saúde

100%

Agentes comunitário

95,94%

Atenção básica

Saúde da família

95,94%

Nascimentos

Entre 2015 a 2020, Pinheiro Preto registrou 262 nascimentos, cerca de 43,6666666666667 novos bebês por ano. Ao longo dos anos, a tendência de crescimento de novos registros foi positiva e esta taxa de natalidade está próxima à média dos demais municípios do Brasil. No período, houve mais nascimentos de meninos, 59,9 a cada 100 bebês.

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Pesquisas de Mercado

Pesquisas de Mercado prontas, esperando sua personalização e o sucesso do seu negócio.

Informação para decisões mais inteligentes

Encontre mais informações e obtenha relatórios completos das cidades

Eleve seu potencial

Desbloqueie o acesso a informações premium e faça sua pesquisa de mercado completa e personalizada em poucos minutos.

Elevando potencial

Pinheiro Preto - SC

Seguir
bottom of page