• Henrique Reichert

Queda da arrecadação em abril mostra setores mais afetados pela pandemia

Atualizado: 22 de mar.

Dados de arrecadação de ICMS apontam que a economia catarinense foi mais afetada que a gaúcha.


O valor arrecadado em Santa Catarina foi 18,9% inferior a abril de 2019, o que se traduz em baixas de R$ 350 milhões. Em comparação com março, a redução foi de 22,7%. No Rio Grande do Sul, a arrecadação de abril foi inferior a do ano passado em cerca de R$ 380 milhões, o que em termos percentuais indica uma queda de 12,8%. O estado catarinense implantou medidas de quarentena semanas antes que o estado gaúcho.



Com a recomendação de permanecer em casa, a arrecadação proveniente da venda em atacado de combustíveis catarinense caiu 57%, representando uma perda de quase R$ 174 milhões.


Os serviços de alojamento e alimentação também apresentaram impactos maiores no estado catarinense ao gaúcho. As variações catarinenses chegaram a 70% de queda para os restaurantes e 62% nos hotéis. No varejo, as lojas de vestuário mostraram perdas de aproximadamente 70% em ambos os estados.


Por outro lado, as vendas de produtos de higiene e instrumentos médicos cresceram 60% no estado gaúcho e aumentaram mais de 30% em Santa Catarina.


Preferência pelos negócios locais


No ramo de venda de alimentos, os valores mudam de acordo com o tamanho do estabelecimento. Somente os lojistas de minimercados e armazéns tiveram aumento de movimentação, por outro lado, os supermercados tiveram quedas de 5% em Santa Catarina e 4% no Rio Grande do Sul, enquanto os hipermercados catarinenses tiveram queda de 51% e os gaúchos de 64%.



Quer mais informações?

Interaja com os dados em dashboards dinâmicos

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

💸 Apoie este projeto

Assine nossa newsletter e tenha acesso às notícias mais relevantes da economia local.

📳 Contato

Novo projeto de dados na sua empresa? Entre em contato para que possamos te ajudar.